Colunista

Nelson Rosas

Nelson Rosas é Professor Emérito da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) e vice-coordenador do Projeto Globalização e Crise na Economia Brasileira (Progeb). Doutor em Economia, foi consultor internacional no Banco Mundial-FMI, com missões em Angola, Cabo Verde e Guiné-Bissau. Assina a coluna Política e Conjuntura Econômica. E-mail: [email protected]

ÚLTIMAS POSTAGENS

Fim de ano com desaceleração da economia

O governo do tresloucado fascista Milei, esquecendo o que prometeu, começou a tomar medidas capazes de destruir a economia argentina por muitos anos. É uma experiência ultra neoliberal exacerbada como ainda não se viu. Desvalorizou a moeda (1 dólar passou…

Ler mais

Mais dados confirmam a desaceleraçãoo

Três acontecimentos marcaram a semana. Como era de se esperar, o tresloucado fascista Milei começou a desdizer tudo que havia dito durante a campanha. Reconhecendo sua incompetência, transferiu a seu aliado Macri, também direitista, mas não louco, o comando econômico…

Ler mais

As lições do holocausto

Eles aprenderam com os nazistas e o holocausto. Por incrível que possa parecer, o estado sionista de Israel aprendeu com as ações dos nazistas e o holocausto. Estão agora aplicando, em sua guerra desumana, os métodos de extermínio nazis e…

Ler mais

Quousque tandem Israel abutere …

Continua a ser o mais importante acontecimento do momento, a nível internacional, a agressão do Estado sionista de Israel ao povo palestino. O caso é tão grave que o conflito na Ucrânia passou para o segundo plano. Estava escrevendo este…

Ler mais

Oriente Médio: quem são os terroristas?

Terroristas bárbaros, sanguinários, decapitadores de criancinhas, agridem covardemente o inocente estado de Israel. É assim que passamos a pensar, desde o último sábado, se ouvirmos os noticiários, na mídia e nas redes sociais. Árabes palestinos, sedentos de sangue passaram a…

Ler mais

O impasse continua

A economia mundial continua aos grandes solavancos. A reestruturação da globalização é muito complexa, pois envolve os interesses de países que procuram se estruturar em blocos opostos. Esta oposição vem se consolidando com mais um grande passo que foi a…

Ler mais

O império perde os dentes

Temos analisado os movimentos da economia brasileira sempre à luz da teoria dos ciclos econômicos. Temos falado nas dificuldades que atualmente existem para tal análise, em virtude da ação de fatores não econômicos que têm alterado a ação das leis…

Ler mais

Vamos imitar os Estados Unidos?

A partir dos anos 50, no âmbito da CEPAL (Comissão Econômica para a América Latina), órgão da ONU, foram desenvolvidas teorias na tentativa de explicar o subdesenvolvimento da região. Estas teorias formaram o que se chamou “pensamento cepalino”. Brilhantes economistas…

Ler mais